terça-feira, 12 de setembro de 2017

VINDIMA

Tudo começa pela "fresquinha", assim que nasce o sol.



Cada pessoa tem direito a uma tesoura e um balde.


Em seguida começa-se a apanhar cachos de uva fila a fila até não haver mais. 




O trator aparece neste momento e começa a carregar as uvas para a adega. 


Na adega a trituração das uvas para o tanque é o primeiro passo. Uma vez que o pisar das uvas é substituído por uma máquina elétrica.

O tanque vai enchendo...



E quando está cheio seguem-se dois passos muito importantes. Um saber a quantidade de vinho em litros que se vai produzir.

A dimensão do tanque e a altura que ficou o vinho são as premissas utilizadas para cálculos aproximados.



Segundo a graduação alcoólica que o vinho vai ter.


A partir deste momento considera-se a vindima feita.

Segue-se a fermentação e a trasfega para as pipas ou cubas e mais tarde o engarrafamento.

Fica o resumo muito simples mas ilustrativo de uma pequena produção caseira de vinho em Palmela.

Agora venha a PINGA...




4 comentários:

  1. E que o produto final seja de excelente qualidade! Com este Verão quente e seco, deve ser de se lhe tirar o chapéu...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficou com um bom grau, deve ser um ano de bons vinhos em Portugal!

      Eliminar
  2. Muito bem! Está uma explicação simples, mas bem representada pelas fotografias e respectivos comentários. Ter oportunidade de participar e assistir a este processo é bem giro, valorizando o nosso enrequecimento cultural.
    A juntar a tudo isso, há também a parte lúdica e prazerosa de boa companhia.

    ResponderEliminar
  3. Esta vindima é uma grande festa! Sobretudo pelo ambiente que ela proprciona : É um encanto olhar o cenário com as belas uvas a fazerem crescer água na boca, o colorido das folhas outonais, o convívio que alegremente se estabelece...E acima de tudo, o prazer com que os seus donos nos acolhem (faço parte deste ritual)...Gostei desta simples explicação e venha Bom vinho...

    ResponderEliminar