quarta-feira, 29 de março de 2017

BEIRA BAIXA

O infinito...

Deitar no campo em cima da manta de trapos e olhar para o céu através das árvores despidas pelo outono, é uma sensação muito diferente de o fazer na primavera.

A principal diferença, como é óbvio são as folhas das árvores, e em seguida e mais abstrato são os pensamentos que cada um tem ao olhar nesta direção.

E o que vem à cabeça ao olhar para esta imagem:

Infinito, Sossego, Tranquilidade, Mistério, Abstrato, Loucura, Indefinição, Vazio, Respeito...

Façam este exercício com amigos ou com a cara metade, vão ver que cada um se lembra de coisas, completamente opostas. Ou não!

Divagar é bom...

2 comentários:

  1. É uma imagem que nos pode "levar" bem longe... até onde o pensamento e a imaginação deixarem.
    É também uma perspectiva diferente de olhar o céu, o horizonte, daquela a que estamos acostumados :)
    Uma combinação muito gira de observar um conjunto de árvores e seus ramos ;)

    ResponderEliminar
  2. Uma sugestão que já experimentei várias vezes, parece que algo se transforma no pensamento e me engrandece a alma...
    Uma foto com uma perspetiva que irradia luz, LINDA!!

    ResponderEliminar